• Pesquisar
  • Esqueceu sua senha?

Corridas reúnem multidões contra a corrupção

Engajamento popular durante as Corridas Contra a Corrupção surpreende à ADPF

Objetivo alcançado. Essa é a conclusão comum entre os dirigentes da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), a cada etapa da Corrida Contra a Corrupção realizada pelo país.

De acordo com o presidente da ADPF, Edvandir Felix de Paiva, em todos os locais por onde a corrida passa, o sentimento é de dever cumprido, pois percebe-se que tem se desenvolvido na sociedade um pensamento mais ético.

O evento é organizado pela Associação em vários estados, para ajudar a difundir os valores da Polícia Federal e promover entre os participantes o envolvimento na luta contra a corrupção.

MAIS DE 18 MIL PESSOAS
Esse é o público que a corrida reuniu pelos 6 locais por onde passou este ano.

Minas Gerais – Belo Horizonte

Em BH, multidão vai às ruas correr contra a corrupção Durante corrida de BH, pessoas com deficiência dão exemplo de disposição e força A 2ª etapa da Corrida Contra a Corrupção de Montes Claros levou 2,5 mil pessoas às ruas da cidade BELO HORIZONTE Em Belo Horizonte (BH), o evento já é tradição. Em março, 9 mil pessoas correram pelas ruas da Pampulha. O sucesso foi tão grande que as 4.500 mil inscrições disponibilizadas acabaram antes da data limite. E a expectativa é que nas próximas edições, o número seja ainda maior. “Em 2019, esperamos seis mil pessoas inscritas e 12 mil pessoas no local do evento”, afirmou diretor da regional da ADPF-MG, delegado Tadeu Moura.

Durante corrida de BH, pessoas com deficiência dão exemplo de disposição e força (Foto: Divulgação ADPF/BH)

Montes Claros

Em Minas Gerais, além de BH, a cidade de Montes Claros também recebe a Corrida Contra a Corrupção. Em agosto, centenas de pessoas aproveitaram o evento pasa assinar a Carta de Apoio do Povo Brasileiro ao Congresso Nacional pela autonomia orçamentária, financeira e administrativa da Polícia Federal.

Amazonas

Em Manaus (AM), também não deu para quem quis. Na primeira edição da corrida, realizada em abril, as 1.700 inscrições não foram suficientes para a quantidade de interessados em participar. As vagas esgotaram semanas antes da data prevista e, até a véspera do evento, a procura era muito grande.

Todos os recebem medalha de participação
A inclusão social é uma marca das Corridas

“A comunidade abraçou a corrida. Recebemos famílias inteiras, pessoas com deficiência e atletas profissionais e amadores. Teve gente que entrou no espírito do evento e foi correr com fantasias que faziam referência à corrupção”, conta o vice-diretor da ADPF-AM, Marcelo Dias.

Paraíba

O dia amanheceu no Busto de Tamandaré, que fica na divisa entre as praias de Tambaú e Cabo Branco, e as cores da Polícia Federal, amarelo e preto, foram tomando conta da Orla de João Pessoa. Eram os 1.491 inscritos que chegavam para participar da prova. Muitos deles enrolados na bandeira do Brasil, uma demonstração de patriotismo e apoio ao tema da corrida.

Além de medalha e troféu, os vencedores receberam bolsas de estudos no curso de inglês CNA e na academia Fórmula

O local escolhido pela diretoria da ADPF-PB era suficiente para garantir o sucesso do evento, realizado em março. Mesmo assim, a organização caprichou. A superestrutura montada oferecia entretenimento e esporte para todas as idades.

Enquanto as crianças se divertiram com o percurso e o espaço kids, os adultos aproveitaram shows musicais ao final do circuito.

Distrito Federal

Na capital do país, o palco da 3ª edição da Corrida Contra a Corrupção foi o principal centro do poder político – a Esplanada dos Ministérios. No mês de agosto, cerca de 2 mil pessoas se reuniram para correr e prestar apoio a Polícia Federal.

Duas mil pessoas se reuniram na Esplanada dos Ministérios para correr contra a corrupção

“A corrida é uma oportunidade única dos delegados e a sociedade interagirem mais nessa luta contra à corrupção”, afirmou o delegado federal Isalino Antonio Giacomet Junior, que participou da prova.

O sucesso do evento, que reverteu 10% do valor arrecadado com as inscrições para projetos sociais, foi comemorado pelo diretor da regional de Brasília (ADPF-DF), Luciano Leiro, que confirmou a próxima edição. “A cada dia as pessoas estão mais engajadas no fortalecimento da Polícia Federal. Este ano foi um sucesso e em 2019 tem mais.”

Ceará

O percurso também foi algo pensado com muito carinho pela regional da ADPF no Ceará. Em junho, na capital do estado, Fortaleza, os atletas correram as distâncias de 2,5km, 5km e 10km, saindo da Praça das Flores e passando por ruas carregadas de cultura e história.

Atletas carregam bandeira em sinal de patriotismo

O trecho foi escolhido para estimular a prática de atividades físicas e a interação dos atletas com os patrimônios culturais, históricos e arquitetônicos da cidade.

A diretora da regional, Cláudia Braga, disse que a proposta do evento, exercer cidadania de maneira saudável, foi cumprida com sucesso. Segundo ela, “os últimos acontecimentos políticos e econômicos requerem engajamento participativo de todos os setores da sociedade e a ADPF escolheu promover isso de maneira positiva e saudável”

Deixe sua resposta

Unable to communicate with Instagram.
Escrito por maiara

Siga-nos

Proactively formulate resource-leveling imperatives through alternative process improvements.